Chants
La nouveauté de la rentrée:
Cours enfant à Montrodat le mercredi de 15h à 17h.
1er cours le mercredi 12 septembre

Zum zum zum

Zum zum zum
Capoeira mata um
Zum zum zum
Capoeira mata um
Zum zum zum
Capoeira mata um
Zum zum zum
Capoeira mata um
Onde tem marimbondo?
É zum zum zum!
Onde tem marimbondo?
É zum zum zum!
O A O A E
Quero ver bater
Quero ver cair
O A O A E
Quero ver bater
Quero ver cair
O A O A E
Quero ver bater
Quero ver cair
O A O A E
Quero ver bater
Quero ver cair


---------------

Lalaue roda maravilhosa

Bem-te-vi vôou, vôou
Bem-te-vi vôou, vôou
Deixa voar
Lá lauê lauê lauê lauê
Lá lauê lauê lauê lauê
Que som o que arte é essa
de luta e brincadeira
Que roda maravilhosa é essa
é o (Axe Capoeira)
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo
Lauê lauê lá...
Lá lauê lauê lauê lauê


---------------

Paranae

Parana ê,
Parana ê, parana
Vou me embora, vou me embora, parana
Tão sedo não venho cà, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Se não for essa semana, parana
A semana que passou, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Na roda de capoeira, parana
Deu o seu valor, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Puxa puxa leva leva, parana
Leva pra cima de mim, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Capoeira de angola, parana
Capoeira é assim, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Eu sou braço de marê, parana
Mais não sou marê sem fim, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Ê parana ê, parana
Parana parana ê, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Capoeira de angola, parana
Quer ouvir vocês cantar, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Quem não pode com mandinga, parana
Não carrega patua, parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Quem não pode não intima, Parana
Deixa quem pode intimar, Parana
Parana ê,
Parana ê, parana
Capoeira musica "Parana ê Parana"


---------------

Dende ô Dende

Dendê o dendê
dendê o dendê
Dendê é de Angola
Angola é de dendê
Dendê o dendê
dendê o dendê
Dendê é de Angola
Angola é de dendê
Mestre Pastinha
Foi embora
Mestre Bimba
Foi embora
João Pequeno
Foi embora


---------------

Quem vem la sou eu

Quem vem la sóu eu
quem vem la sóu eu
Berimbau batéu
Capoeira sóu eu
Quem vem la sóu eu
quem vem la sóu eu
Berimbau mais eu
Capoeira sóu eu
Quem vem la sóu eu
quem vem la sóu eu
Berimbau batéu
Capoeira sóu eu
Quem vem la sóu eu...
Eu venho de longe
venho de Itabuna
jogo Capoeira
meu nome e Suassuna
Mas sóu eu, sóu eu
Quem vem la
Mas sóu eu brevenuto
Quem vem la?
Venho montando a cavalo
Quem vem la?
Venho fumando cháruto
Quem vem la?
Mas sóu eu, sóu eu


---------------

O manda leco cajue

Ê manda leco
Cajuê
Ê manda loiá
Cajuê
Mestre Bimba
Cajuê
Mestre Pastinha
Cajuê
Mestre Bimba
Cajuê
O seu Traira
Cajuê
Cobrinha verde
Cajuê
Canjiquinha
Cajuê
Mestre Gigante
Cajuê
Ezequiel
Cajuê
Seu Caiçara
Cajuê
O Seu Nagé
Cajuê
O leco
Cajuê


---------------

Areia

(variação )
Oh areia, oh areia
Oh saia do meu caminho
Areia
Deixa eu passar
Areia
Eu quero passar
Areia
sou pequeninho
Areia
Filho de Oxalá
Areia
Capoeira Angola
Areia
E conforme a razão
Areia
Da - me licença, moça,
Areia
Berimbau quebrou
Areia
Eu quero pescar
Areia
Berimbau tocou
Areia
Eu vou vadiar
Areia
Capoeira Angola
Areia
Deixe eu passar
Areia
Oh pequeninho
Areia
Vá pra o terreiro
Areia
Aprender a lição
Areia
Capoeira Angola
Areia
E conforme a razão
Areia


---------------

sai sai catarina

Eh sai, sai Catarina saia do mar venha ver Idalina
Sai, sai Catarina - coro
Oi Catarina venha ver - Sai, sai Catarina - coro
Oa saia do mato venha ver Idalina - Sai, sai Catarina - coro
Ô Catarina venha ver - Sai, sai Catarina - coro
Ô mas saia do mar venha ver, venha ver - Sai, sai Catarina - coro
Ê saia do mar venha ver Idalina - Sai, sai Catarina - coro
Ê saia do mar venha ver, venha ver - Sai, sai Catarina - coro
Ê saia do mato venha ver Catarina ­- Sai, sai Catarina - coro
Ê saia do mato venha ver Idalina - Sai, sai Catarina - coro
Ê saia do mar venha ver, venha ver - Sai, sai Catarina - coro


---------------

Marinheiro so

Eu não sou daqui
Coro : Marinheiro só
Eu não tenho amor
Marinheiro só
Eu sou da bahia
Marinheiro só
De são salvador
Marinheiro só
Lá vem, lá vem
Marinheiro só
Como ele vem faceiro
Marinheiro só
Todo de branco
Marinheiro só
Com o seu bonezinho
Marinheiro só
Ô, marinheiro marinheiro
Marinheiro só
Ô, quem te ensinou a nadar
Marinheiro só
Ou foi o tombo do navio
Marinheiro só
Ou foi o balanço do mar
Marinheiro só
Lá vem, lá vem


---------------

A hora e essa

A hora é essa, a hora é essa
A hora é essa, a hora é essa
Berimbau tocou
na capoeira
Berimbau tocou
eu vou Jogar


---------------

Beira mar ioio

Beira mar ioio
Beira mar iaia
Beira mar ioio
Beira mar iaia
Beira mar beira mar
é de ioio
beira mar beira mar
é de iaia


---------------

Ave Maria meu Deus

Ave Maria meu Deus
nunca vir casa nova cair
nunca vir casa nova cair
nunca vir casa nova cair
Ave Maria meu Deus ( coro )
nunca vir casa nova cair
nunca vir angoleiro cair
nunca vir angoleiro cair
Ave Maria meu Deus ( coro )
nunca vir casa nova cair
oh nunca vir o menino cair
nunca vir o menino cair
Ave Maria meu Deus ( coro )
nunca vir casa nova cair
eu nunca vir casa nova cair
nunca vir casa nova cair
Ave Maria meu Deus ( coro )
nunca vir casa nova cair


---------------

Canavial ta pegando fogo

Canavial tá pegando fogo
Foi o Besouro, meu senhor, quem colocou
Canavial tá pegando fogo
pelo ordenado que o senhor não lhe pagou
Le champ de canne est en train de prendre feu
C'est Besouro, Monsieur (ou Maître), qui l'a mis
Le chant de canne est en train de prendre feu
Pour le salaire que le Monsieur (Maître) ne lui a pas payé


---------------

Boa noite pra quem e de boa noite (chant Maculele)

O, boa noite pra quem é de boa noite.
O, bom dia pra quem é de bom dia.
A benção meu papai a benção.
Maculelê é o rei da valentia.
O, boa noite pra quem é de boa noite.
O, bom dia pra quem é de bom dia.
A benção meu papai a benção.
Maculelê é o rei da valentia.


---------------

Sou eu sou eu Maculele sou eu (chant Maculele)

Sou eu,sou eu,Sou eu Maculelê sou eu
Sou eu,sou eu,Sou eu Maculelê sou eu
O nós viemos de Mato grosso
tirar acuçena da mata real
tirar sossego de quem me ensinou
A dizer sim ao invés de não senhor
porque um dia livre eu serei
e o povo ajusta as contas com o rei
Sou eu…
Sou eu,sou eu,Sou eu Maculelê sou eu
O nós viemos lá da Bahia
quanto mais tarde quanto mais chovia
E o povo pedia implorava
a princesa nos de alforria
sou eu
Sou eu,sou eu,Sou eu Maculelê sou eu


---------------


1-ave Maria meu deus
nunca vi casa nova cai (je n'ai jamais vu une maison neuve tomber)
2e-leva eu ali (amène moi là bas)
eu tambem quero ir(je veux partir aussi)
se voce nao me leva(si tu ne m'amènes pas)
eu vou ficar por aqui(je vais rester ici)


---------------


Sim, quem vem lá ?
Sim, quem vem lá ?
Sim, quem vem lá ?
Quem vem lá sou eu cavaleiro sou eu
Sim, quem vem lá ?
Sim, quem vem lá ?
Sim, quem vem lá ?
Quem vem l á sou eu cavaleiro sou eu
Cancela bateu
bateu quem vem lá ?
quem vem la sou eu
bateu quem vem lá ?
traduction :
Oui, qui va là ?
Oui, qui va là ?
Oui, qui va là ?
Qui va là c'est moi le cavalier
Oui, qui va là ?
Oui, qui va là ?
Oui, qui va là ?
Qui va là c'est moi le cavalier
Ça a tapé à la porte
Ça a tapé, qui va là ?
Qui va là c'est moi
Ça a tapé, qui va là ?

---------------


Canavial tá pegando fogo
Canavial tá pegando fogo
Foi o Besouro, meu senhor, quem colocou
Canavial tá pegando fogo
pelo ordenado que o senhor não lhe pagou
Le champ de canne est en train de prendre feu
C'est Besouro, Monsieur (ou Maître), qui l'a mis
Le chant de canne est en train de prendre feu
Pour le salaire que le Monsieur (Maître) ne lui a pas payé

---------------

O Manda leco cajué, O Manda Loja

Manda Leco cajué, Manda Loja
(il s'agit d'une commande pour aller chercher des cajué, fruit permettant entre autre de faire fuir les moustiques).

---------------

Navio negreiro
De Angola chegou,
Cheio de negros
Trazendo Rei Nâgo

coro :
Navio negreiro
De Angola chegou,
Cheio de negros
Trazendo Rei Nâgo

( chanson sur le transport d'esclave et notamment du roi nago de la tribu nago)

---------------

puxada de rede (la remontée du filet)
Minha jangada vai sair pro mar
Vou trabalhar, meu bem querer
Se Deus quiser quando eu voltar do mar
Um peixe bom, eu vou trazer
Meus companheiros tambem vão voltar
E a Deus do céu vamos agradecer

---------------

olha o negro
olha o negro
olha o negro quem me ensinou
olha o negro(soliste)
olha o negro sinhà(choeur)

---------------

A maré a maré me leva ao céu
A maré a maré me leva ao céu

---------------

No meu Rio de Janeiro (Manduca da Praia)
No meu Rio de Janeiro,se a minha memoria nao falha
O melhor capoeira foi Manduca da Praia
No meu Rio de Janeiro,se a minha memoria nao falha (choeur)
O melhor capoeira foi Manduca da Praia
Mandingueiro era Manduca da Praia
Mandingueiro era Manduca da Praia (choeur)

---------------

Nouveau :
alô Maria
Vou ligar pra você (coro)
Alo, alo Maria (coro)
pra dizer que te amo (coro)
que No fin do ano (coro)
Eu vou pra Bahia (coro)
---------------

Amanhã é Dia San to
( coro )
Um, dois, três
1, 2, 3
Dia de Corpo de Deus
( coro )
Três, três, seis
3, 3, 6
Quem tem roupa vai pra missa
( coro )
Seis, três, nove
6, 3, 9
Quem não tem faz como eu
( coro )
Nove, três, doze
9, 3, 12

-----------------

olé lé vem vadiar mas eu mano meu (viens errer, vagabonder avec moi mon frère)
coro: vem vadiar mas eu
hoje dia e paranaue (aujourd'hui c'est le jour de paranaue)

hoje dia e lalaela
hoje dia e ding ding dong dong
hoje dia e de de vadiar

coro: hoje dia e paranaue
hoje dia e lalaela
hoje dia e ding ding dong dong
hoje dia e de de vadiar
autre chanson:
aé berimbau, aé meu pandeiro, atabaque quando toca mexe com meu corpo inteiro (aé berimbau, aé mion pandeiro, l'atabaque quand il tape fais bouger tout l’intérieur de mon corps)
coro: aé berimbau, aé meu pandeiro, atabaque quando toca mexe com meu corpo inteiro

autre chanson (plus longue attention):
eu foi na matar pegar
(je suis allé prendre)
madeira pro meu gunga fazer (du bois pour faire mon "gunga" berimbau avec la plus grosse calebasse)
deixei quinze dias secar (je l'ai laissé 15 jours sécher)
pra depois preparar ( pour après préparer)
berimbau pra vocé (un berimbau pour toi)
-----------------
AUÊ AUÊ


Auê auê auê
Le le le le le le le leo
Auê auê auê
Le le le le le le le leo

Tá no sangue da raça brasilera
capoeira
É da nossa cor
Berimbau
É da nossa cor
Atabaque
É da nossa cor
E pandeiro
Auê auê auê
Le le le le le le le leo
Auê auê auê
Le le le le le le le le

-----------------
DONA MARIA COMO VAI VOCE

Vai você, vai você
Coro : Dona Maria como vai você?
Como vai você, como vai você
Dona Maria como vai você?
Como vai, como passou
Dona Maria como vai você?
Joga bonito que eu quero aprender
Dona Maria como vai você?
Como vai você, como vai você
Dona Maria como vai você?
Como tá você olha, eu quero saber
Dona Maria como vai você?
Está capoeira, nao e karatê
Dona Maria como vai você?
Como tá como passou, como vai você
-----------------
EEE CAPOEIRA/VOLTA PRA QUEBRAR

Eee capoeira, eee capoeira
Eee capoeira, eee capoeira

Capoeira eee
Eee! Capoeira aaa

Aaa! Capoeira eee
Volta pra quebrar
-----------------
E ME LEVA NA BAHIA

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia
Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


Vou conhecer
a Fazenda Estiva
na terra do Jacobina
Meu mestre veio de lá, olha eu vou na Bahia

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


Côco mironga
Na Bahia chama dendê
Dá o tempero ao Caruru
E também ao vatapá, olha eu vou na Bahia

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


A casa de pedra
Que foi cativeiro de escravo
Onde o navio negreiro
Chegava na beira do mar, olha eu vou na Bahia

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


Lá tem macumba
No pé de iroco velho
Na casa de Pai Xangô
No Axé Opô Afonjá, olha eu vou na Bahia

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


Minha Bahia
Berço da cultura brasileira
É terra de Mestre Bimba
E também da capoeira, olha eu vou na Bahia

Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia


Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia
Ê me leva na Bahia
Ê leva na Bahia

-----------------
EU APRENDI CAPOEIRA

Eu aprendi capoeira
Coro: Lá na rampa e no cais da Bahia
(bis)

Vim da Ilha de Maré
No saveiro do Mestre João
Fui morar lá na Preguiça
Me criei na Conceição
Eu subia o Pelourinho
Eu descia a Gameleira,
Eu passava o dia a dia
Lá nas rodas de capoeira
Eu aprendi capoeira... (bis)
(coro) (bis)

Camafeu e Traíra jogavam
Valdemar tocava com Seu Zacharias
Eu aprendi capoeira... (bis)
(coro) (bis)

O gringo filmava, me fotografava
Eu pouco ligava, também não sabia
Que essa foto ia sair no jornal
Na França, na Espanha
Ou talvez na Hungria
Capoeira é uma arte
Capoeira é uma luta
Capoeira é um ballet
Saido da minha Bahia
Eu aprendi capoeira... (bis)
(coro) (bis)

-----------------
FOI DENTRO DO BARRACAO

Foi dentro do barracao
que é a roda rolava
o povo aclamava
Valdemar da paixao

Foi dentro do barracao
que é a roda rolava
o povo aclamava Valdemar da paixao


O velho capoeira, pedia protecao
e outro agaxaido, sorrindo de lado le apertava a mao

Foi dentro do barracao
que é a roda rolava
o povo aclamava Valdemar da paixao


E muita gente passava
o berimbao chamava,jogar na roda eu vou
mas me perdoi meu bem
mas é que a capoiera é meu primeiro amor, naquele tempo
Foi dentro do barracao
que é a roda rolava
o povo aclamava Valdemar da paixao


Mas eu podesse eu voltava pra ver
Pastinha na roda com Canjiquinha e seu aberre, naquele tempo

Foi dentro do barracao
que é a roda rolava
o povo aclamava Valdemar da paixao

-----------------
HOJE A LUA NAO BRILHOU NO CEU

Hoje a lua nao brilhou no céu
Hoje o meu berimbau nao tocou
Hoje meu pandeiro está mudo
Hoje meu atabaque nao falou

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O


(coro : rep)

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O


(coro : rep)

Hoje meu Mestre nao veio pra roda
Até quem nao é de faltar faltou
Hoje nem Bimba nem seu Pastinha
Dêu por a benca em seu jogador

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O


(coro : rep)

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O


(coro : rep)

Hoje agachado ao pé do berimbau
Confesso que eu nao senti aquele axé
Hoje a comunidade esta mais triste
Sentindo a falta de Antonio Jacaré

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O


(coro : rep)

LE LE LE LE LE LE
LE LE LE LE LE LE O

-----------------
LA LAUE / RODA MARAVILHOSA

Bem-te-vi vôou, vôou
Bem-te-vi vôou, vôou
Deixa voar
Lá lauê lauê lauê lauê
O la la ê la ê…
Coro : Lá lauê lauê lauê la la

Que som o que arte é essa
de luta e brincadeira
Que roda maravilhosa é essa é a Capoeira
Em cada som, em cada toque em cada ginga, tem um estilo de jogo
Em cada som, em cada toque em cada ginga, tem um estilo de jogo

Lauê lauê lá…
Lá lauê lauê lauê la la
-----------------
A MARE

Coro : A mare, a mare, me leva ao ceu (x2)

A jangada me leva
pra outro lugar

eu nao sei onde eu vou
nas ondas do mar

Coro : A mare, a mare, me leva ao ceu (x2)

O chicote me corta
me faz chorar
eu nao quero mais isso
vou-la pro mar

Coro : A mare, a mare, me leva ao ceu (x2)

Eu perdi a razao
do meu sofrimento
porque a escravidão
no tem fundamento

Coro : A mare, a mare, me leva ao ceu (x2)

vou me embora da terra
eu vou pro mar
no navio negreiro
peço a Iémanjah

Coro : A mare, a mare, me leva ao ceu (x2)

Onda vai onda vem
não vai parar
vou pedir proteção
a mãe Iémanjah
-----------------
MALANDRAGEM

Malandragem só sai daqui
Quando essa roda acabar
Se o meu mestre disser “Iê”
Ou se Cavalaria tocar
Capoeira é antiga arte Foi o negro inventando
Me diga quem é brasileiro E não tem um pouco de malandro
Malandragem

Oi malandro, é malandro

Capoeira

Oi malandro, é malandro

Na Bahia

Oi malandro, é malandro

Na ladeira

Oi malandro, é malandro

Ê, finge que vai mas não vai
Bicho vem e eu me faço de morto
Mas se a coisa apertar Pra Deus eu peço socorro
Entro e saio sem me machucar
Subo e desço sem escorregar
Vou louvando o criador da mandinga O malandro que inventou a ginga E a malandragem

Oi malandro, é malandro

Capoeira

Oi malandro, é malandro

Mestre Pastinha

Oi malandro, é malandro

Mestre Besouro

Oi malandro, é malandro

O sol faz o chão esquentar
Calma moça chuva vem esfriar
A expressão no rosto da menina
Ao saber que esta e minha sina
Bato forte não devagar
Cuidado quando se levantar
Berimbau ja fez sua cantiga
Coracao me impulsa pra incima
E Malandragem

Oi malandro, é malandro

Capoeira

Oi malandro, é malandro

Na Bahia

Oi malandro, é malandro

Ginga do Capoeira

Oi malandro, é malandro

Mestre Bimba

Oi malandro, é malandro
-----------------
MARINHEIRO SOU

Marinheiro Sou
Eu não sou daqui
Marinheiro Sou
Eu não tenho amor
Marinheiro Sou
Eu sou da Bahia
Marinheiro Sou
De São Salvador
Marinheiro Sou
O Marinheiro marinheiro
Marinheiro Sou
Quem te ensinou a nadar
Marinheiro Sou
Ou foi tombo do navio
Marinheiro Sou
Ou foi a balanço do mar
Marinheiro Sou
Lá vem, lá vem
Marinheiro Sou
Ele vem faceiro
Marinheiro Sou
Todo de branco
Marinheiro Sou
Com seu bonezinho
Marinheiro Sou
Eu vim aqui
Marinheiro Sou
Para ser feliz
Marinheiro Sou
Cadê meu sol dorado
Marinheiro Sou
Cadê as coisas
Marinheiro Sou
Marinheiro marinheiro
Marinheiro Sou
Quem ti ensinou a jogar
Marinheiro Sou

Foi o mestre Almiro
Marinheiro Sou
Foi a balança na roda
Marinheiro Sou.
-----------------
Mestre Bimba apareceu (Lalae Laela)

(coro : rep)

E capoeira comessou,
Como roda tradicional,
Era dansa e defesa,
Mesmo no canavial,
lalae laela…
(coro)
E LALAE LAELA LALAE LAELA
LELE LELE LALA
(coro : rep)
Manoel dos Reis Machado
Criador da Regional
Espalhando pro mundo inteiro
Essa arte nacional
(coro)
-----------------
Nouveau : MEU PATUA
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger
coro :
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger


Fui convidado pra uma roda de gingante
Com dois pandeiros e três berimbaus
E um atabaque tocando maneiro e sereno
É a roda que já vai começar
coro :
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger


Era domingo, era um dia de oferendas
E eu levei flores pra iemanjá
Fui celebrar Janaina, Rainha menina
Iemanjá que é a dona do mar

coro :
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger


E na Bahia um mestre velho mandingueiro
Abriu a roda, fazendo uma louvação
Cantou bem forte o lamento
Me dando a benção
Era a hora de eu sair pra jogar

coro :
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger


Meu patuá é meu berimbau sagrado
É minha vida e também o meu cantar
É os meus amigos sorrindo
Sempre junto comigo, na volta que o mundo dá
-----------------
Paraná ê

Vou dizer minha mulher, Paraná
Capoeira me venceu, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Ela quis bater pé firme, Paraná
Isso não aconteceu, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Oh Paranáuê, Paraná
Paranáuê, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná

Assim dera que o morro, Paraná
Se mudou para a cidade, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná

É batuque todo dia, Paraná

Mulata de qualidade, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Vou mimbora pra Bahia, Paraná
Eu aqui não fico não, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Se não for essa semana, Paraná
É a semana que vem, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Dou no escondo a ponta, Paraná
Ninguem sabe desatar, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Eu sou braço de maré, Paraná
Mas eu sou maré sem fim, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
-----------------
PARANAUE

Paranauè, Paranauè, Paranà
Paranauè, Paranauè, Paranà

Vou me embora pra favela-Paranà
Como eu jà disse que vou Paranàà
refrão

vou dizer minha mulher paranà
Capoeira me vençeu paranàà
refrão

Diz Vera que o morro-Paranà
Se mudou para a cidade Paranàà
refrão

Batuque todo dia-Paranà
Mutata de qualidade Paranàà
refrão

Vou me embora, vou me embora Paranà
Como eu jà disse que vou-Paranà
refrão

eu aqui não sou querido-Paranà
Na minha terra eu sou Paranàà
refrão

cantando com alegria -Paranà
Mocidade estimada, Paranàà
refrão

A mulher pra ser bonita-Paranà
Não precisa se pintar paranàà
refrão
-----------------
QUEM VEM LA SOU EU

Quem vem lá sou eu, Quem vem lá sou eu
Berimbau mais eu, capoeira sou eu

QUEM VEM LÁ, SOU EU, QUEM VEM LÁ, SOU EU
BERIMBAU MAIS EU, CAPOEIRA SOU EU

Eu venho de longe, venho da Bahia
Jogo Capoeira, meu nome é pezao

QUEM VEM LÁ, SOU EU, QUEM VEM LÁ, SOU EU
BERIMBAU BATEU, CAPOEIRA SOU EU

Más sou eu, sou eu/ QUEM VEM LÁ

Sou eu benvenuto/ QUEM VEM LÁ

Sou eu fumando charuto/ QUEM VEM LÁ

Vêm montado a cavalo/ QUEM VEM LÁ

Sou eu, sou eu/ QUEM VEM LÁ

Benvenuto sou eu/ QUEM VEM LÁ

Capoeira eu luto/ QUEM VEM LÁ

Sou tocando atabaque/ QUEM VEM LÁ
-----------------
SAI SAI CATARINA

Sai, sai, catarina, 
sai do mar venha ver idalina

Sai, sai, catarina

Saia do mar venha ver, venha ver

Sai, sai, catarina

Oi catarina, vanha ver

Sai, sai, catarina

Sai do mar, venha ver, venha ver

Sai, sai, catarina

Saia do mar, idalina vem ver

Sai, sai, catarina

Venha ver, venha ver,venha ver, venha ver
-----------------
SAO BENTO ME CHAMA

São Bento me chama
São Bento eu chamou

Ai, ai, ai, ai
São Bento me chama
Ai, ai, ai, ai
São Bento me leva
Ai, ai, ai, ai
São Bento me prenda
Ai, ai, ai, ai
São Bento me solta
Ai, ai, ai, ai
Me chamou que vou
Ai, ai, ai, ai
São Bento me qué.
Ai, ai, ai, ai
Pra jogar capoeira
Ai, ai, ai, ai
E me joga no chao
Ai, ai, ai, ai
E apanha e cengonha
Ai, ai, ai, ai
E se joga no chao
Ai, ai, ai, ai
-----------------
SE EU PUDESSE EU VOLTAVA NO TEMPO

Se eu pudesse eu voltava no tempo

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

Inspiração vem de dentro

Do fundo do coração

Cantando suas quadras Bimba dava lição

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

Cantava la e la e la O sim sim sim Como vai você Capenga teve aqui

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

Atenilo no pandeiro

Gigante no berimbau

Grande Mestre Bimba Homem genial

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

Não cheguei a viver

Vieram me falar

Quando Bimba joga Ver a de arrepiar

Se eu pudesse eu voltava no tempo Pra ver Mestre Bimba jogando Sao Bento

pra ver mestre bimba jogando sao bento

pra ver mestre bimba jogando sao bento
-----------------
Sinhà

Sinhá
Vou jogar capoeira
lá na Ribeira, lá em Maré
Eu falei pra sinhá
Vou jogar capoeira
Eu falei pra sinhá
lá no Abaeté
Sobraa luz da candeia vai iluminar teus caminhos de fé
Sinhá
Vou jogar capoeira
lá na Ribeira, lá em Maré
Eu falei pra sinhá

Vou jogar capoeira
Eu falei pra sinhá
lá no Abaeté
Sobraa luz da candeia vai iluminar teus caminhos de fé
Sinhá mora na casa grande, tem tudo que ela quiser
Foi passear na Senzala e lá aprendeu a luta
A mandinga da Angola e o jogo da Regional
Sinhá se apaixonou pela arte com ela aprendeu a jogar
Eu falei pra sinhá
Sinhá
Vou jogar capoeira
lá na Ribeira, lá em Maré
Eu falei pra sinhá
Vou jogar capoeira
Eu falei pra sinhá
lá no Abaeté
Sobraa luz da candeia vai iluminar teus caminhos de fé
-----------------
TA NA HORA DE JOGAR

Ta na hora de jogar
Vamos lá vadiar
Ta na hora de jogar
Vamos lá vadiar


(2x)

Eu vou, eu vou
Vou vadiar
Eu vou, eu vou
Vou vadiar


(2x)

Quando chega a hora
Para mim é uma alegria
Eu pego no berimbau
E começo a cantoria

Coro

Berimbau me convidou
Eu não posso recusar
Benzo logo meu corpo
E entro para jogar
Coro

A roda passou do meio
Berimbau falou assim
O jogo termina agora
Mas a capoeira não tem fim

Coro
Pra quem vive capoeira
Quando o berimbau desarma
Dá uma tristeza no espírito
E os olhos enchendo d’água

Coro
-----------------
VOU ESPERAR A LUA VOLTAR

Vou esperar a lua voltar
Eu quero entrar na mata ê
Vou tirar madeira boa
pro meu berimbau fazer
(Coro)


Ê, madeira boa é como amizade
Mas é difícil de se encontrar
A amizade eu guardo no peito
E da madeira vou fazer meu berimbau, Eu vou

(Coro)

Ê, se Mestre Bimba estivesse aqui
Pra me ensinar escolher madeira
A, eu entrava agora na mata
Tirava Ipê e Pau-Pereira, eu vou

(Coro)

Ê, A noite vem eu entro na mata
Lua clareia vou procurar
Jequitibá e Massaranduba
O Guatambu eu devo achar, Eu vou

(Coro)

Ê, na velha África se usava o Ungo
Nas grandes festas religiosas
O Quijenge no dialeto Imbundo
É o berimbau que conquistou o mundo, eu vou

(Coro)

Eu vou

(Coro)

Ê, na lua cheia vou colher os frutos
E na minguante eu tiro a madeira
Vou pra fazer o meu berimbau
Vou pra tocar na capoeira
-----------------
ZUM ZUM ZUM CAPOEIRA MATA UM

Olha, eu vou contar,
Quem quiser pode ouvir.
Quem quiser, diga que não,
Quem quiser, diga que sim.
Agradeça a escravidão,
Quem quiser que ache asneira,
Se não fosse a escravidão, ai lélé!!
Não existia a Capoeira.
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Cuidado com preto velho,
Que ele pode machucar.
No tempo da escravidão,ai lélé!!
Já jogava o pé pró ar.
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
Zum, zum, zum, Capoeira mata um!
O filho do meu pratrão,<
Ia na escola estudar.
E a caneta do escravo, ai lélé!!
Era no canavial.
-----------------

-----------------
Chant 1

A maré ta cheia ioio, a maré ta cheia iaia
coro :
A maré ta cheia ioio, a maré ta cheia iaia

A maré subio, sobe mare
A maré desceu, desce maré
O maré de maré, O maré de maré ( vou pra ilha de maré )
-----------------
Chant 2

Adeus vou m'embora adeus
adeus eu ja vou m'embora
pelas ondas do mar eu vim
pelas ondas do mar
eu vou m'embora
-----------------
Chant 3

Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger
coro :
Foi na Bahia que eu mandei fazer
Foi na Bahia que eu mandei preparar
Meu patuá meu pai meu patuá
Meu patuá pra me proteger